Branding 3.0 - Tátil Design de Ideias » O futuro das marcas

Jun 9

O futuro das marcas

Por Fred Gelli

Pensar nas cascas dos frutos, na atmosfera do planeta como refinadas soluções de design foram o estímulo para que, há exatos 20 anos, eu e meus sócios, Gustavo e Patricia, abríssemos um inusitado escritório de design que buscava na Natureza inspiração para o desenvolvimento de soluções para produtos e embalagens de baixo impacto ambiental.


Na época, isso soava estranho, mas graças a nossa sorte e insistência conseguimos alguns clientes, mais loucos do que nós, que acreditaram no que estávamos propondo.


Nesse tempo todo, pudemos experimentar um incrível amadurecimento do universo do design e do branding. Sempre contando com um time muito especial, nossa empresa vem tendo a oportunidade de se envolver em projetos importantes e desafiadores.


Hoje, mais do que nunca, diante de todas as mudanças que estão acontecendo no mundo, entendemos que nosso trabalho pode , mais uma vez, caminhar em uma nova direção, talvez ainda  pouco comercial, mas incrivelmente inspiradora: ajudar a pensar nos novos espaços que as marcas terão de ocupar se quiserem sobreviver nesse novo cenário global.


Em que medida os novos paradigmas de “bem estar”, sucesso, crescimento, além dos inequívocos sinais do estresse ambiental e social,  vão alterar as relações das pessoas com a forma como elas consomem?


Como novos desejos e expectativas poderão ser atendidos de forma sustentável?


Será possível aprendermos a “fazer negócios” com a Natureza?


Como redesenhar uma economia mais leve e “menos material”?


E, acima de tudo, como pensar e fazer negócios com a lógica de que todos saem ganhando?


O objetivo deste blog é discutir como o Branding 3.0, e as alternativas por ele propostas, podem ajudar as marcas a encontrar um novo posicionamento no futuro, em que o desenvolvimento sustentável se impõe como uma necessidade para as empresas. A ideia é que este espaço seja um local para o debate democrático de como cada marca pode, de acordo com a sua essência e a sua vocação, trilhar um caminho particular e único que a leve a se enquadrar em uma nova lógica da economia global.


  1. Edson Cunha disse:

    Caro Fred,

    Pela plataforma do Mercado Ético tomei conhecimento da sua idéia a partir do estudo e analise da complexidade dos corais criar soluções para os grandes centros urbanos. Como um geólogo que atualmente trabalha com as questões socias, concordo plenamente com o pensamento de que a contrução de um conhecimento transdisciplinar, assim como seus desafios são hoje a única forma de resolvermos as questões socioambientais do nosso planeta. Espero que esteja envolvendo neste trabalho as áreas de economia criativa e tecnologias sociais.

    Abç,
    Edson Cunha

  1. Ainda não existem trackbacks para este post.

Deixe um comentário

Campos marcados com * são obrigatórios.